Alimentação Ortomolecular

0

Alimentação Ortomolecular

Na alimentação ortomolecular, a proposta é corrigir as carências e os excessos de vitaminas e minerais no organismo e assim, devolver vitalidade e reduzir o envelhecimento celular.
A primeira coisa a se fazer é reduzir o consumo de produtos industrializados e aumentar o de alimentos integrais, frescos e funcionais, aqueles que, além de nutrir, oferecem substâncias que fortalecem o sistema imunológico, combatem os radicais livres e aceleram o metabolismo.
A ideia é evitar as comidas prontas com conservantes, açúcar refinado e fritura do cardápio e iniciar uma dieta à base de vitaminas, minerais e aminoácidos que ajuda a manter esse equilíbrio e supre algumas carências decorrentes da má alimentação e maus hábitos.
A alimentação ortomolecular é balanceada e prioriza alimentos classificados como antioxidantes, como por exemplo: soja em grão, gérmen de trigo, levedo de cerveja, linhaça, grão de bico, avelã, castanha-do-pará, amêndoa, aveia, alimentos ricos em magnésio (nozes, cereais e legumes), selênio e zinco (frutos do mar, carne vermelha, peixes e cereais contém ambos: selênio e zinco).
E como não podia deixar de ser, alimentos frescos como verduras e frutas, que são principais fontes de vitaminas do tipo C, A  e E. Se  possível, os alimentos devem ser orgânicos.
As proteínas indicadas são as que tem baixo teor de gordura como: aves, peixes e clara de ovo, frango, peixes.
A carne vermelha magra, como o patinho por exemplo,  nos oferece os aminoácidos que precisamos para manter a integridade do tecido muscular e impulsionar algumas funções vitais do organismo.
Os carboidratos integrais:aveia, centeio, arroz integral, cereais, macarrão integral, torrada integral proporcionam energia.
Esse tipo de alimentação, ajuda a manter o peso, deixa seu organismo mais resistente à doenças, e com menos riscos de doenças degenerativas.
O principio básico desse tipo de alimentação vem do equilíbrio das doses de minerais e vitaminas necessárias para o bom funcionamento do organismo.
Com um cardápio que prioriza o consumo de alimentos naturais, este tipo de dieta foca também a reposição de nutrientes relacionados com alterações do metabolismo.
A dieta ortomolecular tem ação desintoxicante e oferece ao organismo tudo que está faltando, ela mantém o equilíbrio nutricional
e energético.Tomar muita água durante o dia também auxilia todos esses mecanismos.
A saúde geral do organismo, além de vitalidade e energia, são os principais benefícios adquiridos nesta dieta.
Como conseqüência o corpo fica mais magro, os cabelos mais bonitos, as unhas fortes, a pele  viçosa, melhora da libido, ocorre também uma redução do processo de envelhecimento, e melhora na função intestinal.
Para garantir o equilíbrio do organismo é preciso adotar, antes de qualquer outra coisa, o uso mínimo de produtos industrializados, do tipo: sucos de caixinha, sucos em pó, temperos prontos, molhos prontos, manteiga, margarina e adoçante do tipo sacarose e aspartame.
A segunda meta é o consumo máximo de Legumes, verduras e frutas, sempre frescas.

Algumas dicas devem ser seguidas para um bom aproveitamento da filosofia de alimentação ortomolecular:

Colocar no seu prato mais de 5 cores por refeição.
Não cozinhar demais os alimentos, principalmente os vegetais
Variar os alimentos, utilizar varios tipos de legumes verduras, carnes e até mesmo ovos.
Alimentar com intervalos maximos de 2 horas e em pequenas quantidades.
Beber 3 litros de liquido por dia.
Mastigar bem os alimentos e de não comer de forma rapida.

Caso você queira iniciar essa nova filosofia de alimentação ortomolecular, e se beneficiar dela,  será disponibilizado diversas dietas e receitas de filosofia ortomolecular neste site.

image_pdfimage_print
Compartilhar

Sobre o autor

Deixar comentário